domingo, 13 de junho de 2010

CONTINUAÇÃO DA CRONICA "O FIM DO AMOR".....


POR ONDE FOR ALGUÉM QUE TEVE UM GRANDE AMOR INTERROMPIDO, A LEMBRANÇA DOLORIDA DO CASO IRA TAMBÉM TRILHANDO AS MESMAS RUAS.
UM GRANDE AMOR PERDIDO SE COLA AO CORPO, SENÃO COMO TATUAGEM, ENTÃO COMO CICATRIZ.
È IMPOSSIVEL APAGAR SUA MARCA. PORQUE ELE DEIXOU VESTIGIOS IRREMOVIVEIS.
SE NÃO ARRANJAR UM OUTRO GRANDE AMOR, VOCÊ SERA PARA SEMPRE UM SER ARRASTADO E ÍNUTIL.
PRESSENTINDO ISSO É QUE MUITAS PESSOAS REVELAM UM TEMOR, QUE CHEGA QUASE À OJERIZA, EM SE APAIXONAREM:SABIAMENTE INTUEM QUE O AMOR PODE TERMINAR UM DIA E SERA IMPOSSÍVEL SUSTENTAR A DOR DA LEMBRANÇA DELE, REPITO, MESMO QUE JÁ NÃO SE AME MAIS A OUTRA PESSOA.
É O TAL MEDO DO AMOR, MEDO DO ENVOLVIMENTO.
NÃO AMAR, POR INCRIVEL QUE PAREÇA,É MELHOR DO QUE TER O CORAÇÃO DILACERADO PELA SEPARAÇÃO AMOROSA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chat OnLine