quinta-feira, 5 de maio de 2011

POSTAGEM

No final da noite, ela: Por mais que o ame, eu não posso me entregar, não posso dizer ‘sou sua’ e esperar o ‘felizes para sempre’, sei que vai doer, e tenho medo de não agüentar toda essa dor. Ele é um homem, ele não vai me valorizar, vai brincar com os meus sentimentos, vai me enganar, e quando eu estiver completamente apaixonada por ele, ele vai me dizer adeus, vai me descartar como se eu fosse um objeto qualquer de pouco valor. Eu não teria coragem para falar tudo isso à ele, e perde-lo completamente de vez, dando a ele a oportunidade de pisar em mim e me machucar.
No final da noite, ele: Mais um dia se passou e ela ainda com essa cisma de que homens são todos iguais, e ela pensa que eu não a amo, e vive de mal com alguma coisa. Hoje tentei dizer à ela o quanto a quero do meu lado, pra sempre. Mas ela não acredita nisso não, no “pra sempre”, no “eu te amo” que dou a ela todos os dias. É triste perceber isso, sabe? Parece que ela só sabe me usar, e se esquece que eu também tenho sentimentos. Eu tenho medo de perdê-la, e por eu gostar muito dela não vou dizer nada à ela, tenho medo de me machucar tentando decifrar o que se passa por aquela cabecinha ou mostrando à ela o quanto a amo, sendo que ela vai me deixar no mesmo momento ou vai criar conflitos, como sempre. Não sei, é uma confusão tudo isso que acontece comigo, eu ainda não consegui descobrir o jeito dela, e o que ela sente por mim.
brubmf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Chat OnLine